Já mudámos a vida de muitas famílias. Agora podemos mudar a sua também.

24 de abril de 2009

Emissão # 909 - "Obra da Imaculada Conceição"

Antes

Depois

Antes

Depois

Antes

Depois



Projecto: Catherine Cabral

Esta Candidatura chegou-nos ás mãos, através da Câmara Municipal de Sintra, pela Dra. Ana Faria que candidatou o espaço, para surpreender a Madre Clara, que é a responsável pelas crianças e por gerir esta instituição.

As Medalhas de Mérito Municipal destinam-se a galardoar pessoas singulares ou colectivas, nacionais ou estrangeiras que, por serviços prestados ao concelho, sejam dignas de reconhecimento e apreço. É neste sentido, que a autarquia decidiu atribuir o primeiro grau da referida medalha à Irmã Maria Clara Outeiro, pelo relevante papel social que desempenha no município de Sintra e na Obra Imaculada Conceição e Santo António - Lar  das Meninas, em Dona Maria, instituição que desenvolve actividades de solidariedade social, nomeadamente no apoio e protecção a crtianças desfavorecidas, abandonadas e vitimas de maus tratos.

Para visitar-mos o espaço tivemos que contar à Madre Clara, mas isso não foi um impedimento, surpreendida pela nossa visita, e apesar de não conhecer o nosso programa, a Irmã Clara mostrou-nos todo o espaço. A instituição acolhe neste momento 28 crianças, e o mais pequeno conta com apenas 4 anos. A Obra da Imaculada Conceição e Santo António acolhe crianças, de ambos os sexos, em situações de risco, com idades compreendidas entre os três e os dez anos.

A Instituição tem instalações em Dona Maria, no concelho de Sintra e em Caneças, no concelho de Odivelas. Quanto aos critérios de admissão resumem-se a muito pouco: os casos mais graves e as maiores dificuldades das crianças estão em primeiro lugar, enquanto houver espaço. A primeira menina chegou à Instituição a 13 de Outubro de 1952. Daí em diante foi um crescer de pedidos e de admissões. Os estatutos foram aprovados pelo Patriarcado de Lisboa a 23 de Maio de 1985, conferindo-lhe personalidade jurídica.

De histórias estão cheias as salas e corredores desta instituição, por isso as crianças são acolhidas com amor e carinho. Para a grande transformação só tivemos um pequeno pedido, que gostavam de ver um espaço com cor, criado especificamente para crianças, nada mais. A crença destas nossas amigas é que as crianças possam mudar os seus comportamentos, tal como se muda um espaço, e esta remodelação à Querido pode ajudá-las a ganhar mais gosto pelas coisas e pelos espaços. O Grosso de crianças desta instituição têm entre os 9 e os 12 anos e a maioria são meninas, apesar de existirem alguns rapazes. E têm todos um passado muito forte e pesado, e carregam nas costas, maus tratos, negligência, abusos sexuais, abandonos e alcoolismo.

A ideia de transformar a vida destes seres, com uma simples obra, deixam-nos super motivados, e é com esta motivação que queremos dar maiores alegrias numa época especial a estas crianças. O Espaço Escolhido pela Madre Clara para sofrer uma transformação à Querido é uma sala comprida com mais ou menos 35m2, rectangular sem condições onde as crianças passam alguma parte do seu dia a dia. As crianças, brincam, vêem filmes e brincam neste espaço, convivem em dias de chuva e mais para a noitinha antes de ir dormir, e quando se entra nota-se sem dúvida a falta de conforto e cor.
Reactions:

0 commentários:

Enviar um comentário