Já mudámos a vida de muitas famílias. Agora podemos mudar a sua também.

25 de fevereiro de 2008

Emissão # 701 - “Primeiro programa da série VII dedicado a um desafio no âmbito da solidariedade”

Depois






Para o Querido Mudei a Casa! já é hábito dedicar pelo menos um programa da série à instituições ou centros que acolhem crianças especiais. Desta vez, o escolhido foi o Centro Helen Keller!


O Centro Helen Keller é uma escola inclusiva para crianças com deficiências visuais, que integra alunos invisuais e normovisuais. A Helena Carrasqueiro, que é mãe do Francisco, de 6 anos, candidatou-se ao programa com a sala que o filho frequenta no centro. Nesta sala, convivem 60 crianças, de 3 a 6 anos de idade, algumas delas portadoras de deficiência visual. É usada para acolher as crianças ao fim do dia, quando esperam pelos pais para retornarem às suas casas. Ela acha que a sala é vazia, fria, desconfortável, não tem cor e pensa que as crianças mereciam pelo menos mais conforto nesta sala. Gostaria que esta remodelação fosse tão desfrutada pelos que podem ver como pelos que não podem ver, através do tato, por texturas diferentes ou sons.

A decoradora Ana Rita teve um desafio: apurar o tato, com mais texturas na decoração, para que os pequenos sentissem a mudança. E com a ajuda do João Benedito, dos queridos e da produção muitas ideias surgiram.
A obra começou pela aplicação de MDF nas paredes, pois para se criar uma textura em cima da tinta de areia (que era o que havia) é mais complicado, por isso a escolha do MDF. Ela optou por tons suaves de verde, rosa e azul. O ECOPONTO foi identificado também para as crianças invisuais, através de texturas diferentes para o vidro, papel ou cartão e embalagens de plástico ou metal. Foram criados espaços distintos: uma zona de televisão, num espaço muito acolhedor, com puffes e tapetes; uma zona de estudo, para pintar, desenhar, com cadeiras e mesas, uma área mais calma; e uma zona mais livre para brincadeiras, com bolas e cavalinhos de madeira. Foram colocadas no tecto telas que serviram para reduzir o pé direito, que era alto e deixava a sala fria e desconfortável, e também para deixar o ambiente todo muito mais bonito. Mais uma vez o resultado surpreendeu, e estas crianças podem agora esperar pelos pais em uma sala muito mais alegre, confortável e acolhedora.
Reactions:

0 commentários:

Enviar um comentário